sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

71º Mutirão do PNT - Lago das Fadas

O Lago das Fadas, antigo charco dos porcos selvagens (Caititus - Tayassu tajacu - que hoje não existem mais, no PNT, devido à caça desenfreada nos séculos passados).
Foto de Arquivo

           O último mutirão deste ano, do Parque Nacional da Tijuca, se dará nos arredores do Lago das Fadas.
          Na ocasião, um representante do Instituto Vital Brazil apresentará uma palestra para os voluntários.
          O ponto de encontro será no Meu Recanto (área de lazer localizada no interior do Setor A do PNT, mais precisamente no Alto do Mesquinta, na bifurcação entre as estradas do Imperador e Princesa Izabel - bem próximo ao centro de Visitantes), às 9:00.

Meu recanto - fonte: Instituto Terra Brasil/PNT

          Aqueles que não conhecem o Parque e/ou não sabem como chegar ao local determinado poderão encontrar conosco na Praça Afonso Viseu (ver mapa na guia da direita), entre 8:20 e 8:30.
         Os interessados em participar das atividades devem levar lanche (sanduíches, frutas...), água (ou sucos, hidrotônicos...) e trajar roupas leves e calçados confortáveis.

Lago das Fadas - fonte: Instituto Terra Brasil/PNT


Lago das Fadas - Recanto com Espelhos d'água situado na Estrada dos Picos, 400 metros antes de se chegar a sede do Sítio do Midosi, atual restaurante "A Floresta".  Os eucaliptos plantados no interor do lago em 1950 foi um desafio feito ao administrador da floresta, sr. Alcy Fernandes.  O lago, embora pequeno, é belo, cercado de plantas ornamentais, tendo pequenos peixes em suas águas.  Uma fonte em meia coluna, revestida com azulejos de Sévres (obra de Castro Maya), anteriormente vertia pura água através da boca de um dragão alado, fundido em bronze, que lamentavelmente foi roubado.
(fonte:  Parque Nacional da Tijuca - Carlos Manes Bandeira - Editora Makron Books)
          Abaixo segue convite do coordenador do Programa de voluntariado:

“Amigos Voluntários.

          Para fecharmos o ano com chave de ouro, estamos programando o último mutirão do ano para dia 18 de dezembro.
          Posso adiantar uma parceria para este dia. Estamos em negociação com o Instituto Vital Brazil, para uma palestra no PNT abordando uma relação muito próxima entre homem x natureza.
          Para quem não conhece o Instituto Vital Brazil é um dos laboratórios oficiais existentes no Brasil, como o famoso Butatã em São Paulo. Ou seja, trabalha com serpentes, aranhas e escorpiões. Como gostamos de estar ao ar livre, andando nas nossas matas, é sempre bom saber lidar com esses animais.
          Aguardem maiores informações.
          Abraços.

Lucio M. Palma
Coordenador do Programa de Voluntariado do PNT”


terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Início de uma Transformação

Uma das muitas piscinas naturais do PNMT.
          O sol que brilhava desde cedo levou muitos visitantes ao Parque e, se por um lado, a circulação intensa de pessoas nos impediu de realizar os trabalhos de manutenção de trilhas, por outro, foi fundamental para que fizéssemos uma boa avaliação dos resultados que os mutirões vêm promovendo no local, e direcionar os futuros planos de atuação.

O microlixo é um grande problema no local.
Clique na foto para ampliá-la.
Com a ajuda de voluntários, a Equipe S.O.S. Trilhas pesou os sacos que continham o lixo recolhido.
          Ao todo, foram recolhidos 78 kg, em 10 sacos de lixo, de 100 litros. Esta quantidade é bem menor do que aquela que retiramos no primeiro mutirão, quando o Parque se encontrava praticamente vazio! A diferença se torna ainda mais significativa se levarmos em consideração que parte deste lixo estava em duas lixeiras instaladas nos pontos preferidos pelos frequentadores do Parque: a Prainha e o Poço da Baleia.

Além dos dez sacos, foram recolhidos uma churrasqueira vellha e partes de um isopor e de um sofá.
Clique na foto para ampliá-la.
Voluntários esvaziando a lixeira do Poço da Baleia.
               Após o encerramento do mutirão, alguns voluntários, a caminho da Cachoeira Véu de Noiva, sentiram-se decepcionados ao ver latas, copos e embalagens vazias jogadas no caminho que haviam percorrido e limpado minutos antes. No entanto, ao retornar, constataram que nem todo o trabalho foi perdido já que a lixeira do Poço da Baleia (cujo lixo eles também já haviam recolhido) encontrava-se cheia novamente e, junto a ela, um saco, também cheio.
 
Ainda foram encontradas garrafas de vidro neste segundo mutirão, mas em quantidade bem menor do que no primeiro.
           Melhorar a relação dos visitantes com o Parque, e a maneira como lidam com os resíduos que produzem, é um trabalho de perseverança, e exigirá tempo, mas já mostrou resultados positivos desde o primeiro dia.
          Agradecemos à direção do PNMT (pelo apoio na organização, fornecimento de material para a coleta de lixo e lanche); à Sra. Maria do Carmo, que nos doou sacos de lixo; ao Jeremias Freitas, da comunidade de Orkut Destemidos (pela divulgação e participação); e a todos os voluntários que tornam possível cada etapa desta transformação!

Agradecemos, também, à Equipe Rio Eco Consciente (Susi e Felipe - de luvas amarelas) pela divulgação e participação no mutirão.
Equipe S.O.S Trilhas, parte dos voluntários e o diretor do Parque, Marlos Campos, junto do lixo recolhido no dia.
 

                                           Clique aqui para ver fotos em apresentação de slides

Seja membro da comunidade do Parque N. Municipal da Taquara


segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Segundo Mutirão Ecológico do PNMT

          Semana passada, em nossa última visita ao PNMT, pudemos constatar que os frequentadores do local estão usando as lixeiras instaladas no primeiro mutirão, bem como outras, instaladas posteriormente pela direção do Parque.
          A notícia, sem dúvida alguma, é estimulante, mas é apenas o início de um trabalho que precisa de continuidade para apresentar resultados maiores e cativar maciçamente a adesão e colaboração dos visitantes.
          No próximo domingo, dia 12 de dezembro, com apoio da direção do Parque, realizaremos o Segundo Mutirão Ecológico do PNMT, com começo previsto para 10:00 e término às 13:00.
          Desta vez, além da coleta do lixo, que ainda pode ser encontrado em locais inadequados, serão realizadas atividades de manutenção de trilhas - colocação de degraus e criação de drenos - quem têm o objetivo de reduzir processos erosivos.

          Convidamos a todos que queiram participar destas atividades, a juntarem-se a nós, na Lanchonete Casa do Alemão (Rodovia Washington Luís, s/n - km 13 - Campos Elíseos - Duque de Caxias – RJ), às 9:00, de onde partiremos para o Parque.

          Deve-se:
- Trajar roupas leves tais como shorts de tactel, camiseta e tênis já usado e confortável (preferencialmente com solado anti-derrapante);
- Levar aproximadamente 1,5 a 2 litros de líquidos (água, suco ou isotônico) e lanche (sanduíches, barras de cereal, biscoitos, frutas, etc);

         Sugerimos que levem também:
- Boné e óculos de sol;
- Roupa de banho e toalha;
- Muda de roupa reserva;
- Repelente e protetor solar (para aqueles que tiverem pele mais sensível);
OBS.: Pedimos a quem pretende entrar nas piscinas naturais e na cachoeira que evite o uso de repelente e protetor.

          Confirme sua participação no mutirão, pelo nosso e-mail (não esquecendo de dizer em que ponto de encontro estará), ou pelas comunidades do Orkut S.O.S., S.O.S. Trilhas, Trilhas Quase Secretas ou Parque N. Municipal da Taquara.



  

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Downloads

          Neste espaço você terá acesso a manuais, leis, estudos científicos, programas, e quaisquer meios que agreguem conhecimento. Esperamos que goste e faça desta página uma fonte de pesquisa constante.


Manual de Identificação e Plantio de Mudas de Espécies Florestais


          Este material de pesquisa, desenvolvido pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente, dirige-se aos profissionais de áreas afins e todos os interessados em realizar reflorestamento, especialmente em terrenos de encostas.

          O manual contém fichas ilustradas de espécies florestais nativas da Mata Atlântica com a respectiva classificação, zona de ocorrência, informações ecológicas, usos, fenologia e características morfológicas que permitem a identificação das mudas. Apresenta ainda instruções de plantio adequadas às condições mais comuns na cidade do Rio de Janeiro e na Região Metropolitana. Todas as espécies apresentadas foram testadas e aprovadas em plantios realizados ao longo de mais de 20 anos pela Prefeitura do Rio, especialmente no âmbito do Mutirão Reflorestamento.

Para download clique nos volumes abaixo:
Volume 1
Volume 2
Volume 3
Volume 4


quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Manutenção na trilha da Pedra da Gávea

          O dia vinte e oito de outubro, uma quinta-feira, marcou o retorno das atividades de voluntariado, em dias úteis da semana, no Parque Nacional da Tijuca.
 
Embora haja quem condene a sinalização de trilhas, sob a alegação de causar poluição visual, este recurso, utilizado em diversas partes do mundo, mostra-se fundamental para a redução de casos de pessoas perdidas na floresta.
Clique na foto para ampliá-la.
   
          A área escolhida foi a Pedra da Gávea, onde auxiliamos os monitores ambientais Dirlei, Gilson e Graziani a limpar as placas que marcam o início da trilha e a concluir a construção de uma ponte que torna mais fácil a passagem sobre um trecho escorregadio de pedras, evitando que os caminhantes se acidentem tentando atravessá-lo, ou pisem a vegetação circundante tentando evitá-lo.

Iniciada no dia do mutirão, a ponte que tem o objetivo de reduzir os impactos causados ao meio, foi inteiramente construída com recursos da floresta: pedras, terra e o tronco de uma árvore que caiu por causas naturais.
O acabamento da "obra" é feito com a compactação de pedras e terra, garantindo fixação e nivelamento do tronco ao terreno.
Clique na foto para ampliá-la.
Os voluntários do dia, Fábio e Eduardo (S.O.S. Trilhas) ao lado dos monitores Dirlei, Gilson e Graziani (também integrante da S.O.S. Trilhas, e que, neste dia, estava a serviço do Parque).

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

69º Mutirão do Parque Nacional da Tijuca - Pedra Bonita

Em primeiro plano a Pedra Bonita (vista da Pedra da Gávea) e, ao fundo, a cadeia de montanhas do setor A do PNT.
           Em  novembro, as atenções dos voluntários novamente se voltam para o setor C do Parque Nacional da Tijuca*. O mutirão do dia 6, próximo sábado, será na Pedra Bonita e terá início às 9 horas com término previsto entre 13 e 14 horas.
          Abaixo segue e-mail do coordenador do Programa de Voluntariado do PNT, com detalhes sobre o ponto de encontro e atividades que serão realizadas:

“Amigos Voluntários,

          Preparem-se, pois se o dia for como o de hoje, teremos muito calor neste sábado, no 69º mutirão na Pedra Bonita.
          O ponto de encontro será na Praça Afonso Viseu, no Alto da Boa Vista (na entrada principal do PNT), às 9 horas. De lá, organizaremos as caronas para então seguir para a Pedra Bonita.
          As atividades, basicamente, serão de manutenção de trilha, onde colocaremos degraus e drenos, além de implantar um novo acesso à trilha da Agulhinha da Gávea. Colocaremos placas de sinalização e ainda teremos a oportunidade de plantar algumas mudas.
          Portanto, protejam-se, pois o calor será intenso. Levem chapéus, bonés, protetor solar e muito líquido. Usem roupas confortáveis, calçados fechados e de sola não lisa. O lanche está garantido pois atuaremos em parceria com o Instituto TerraBarsil e o HSBC.

          Até lá e um abraço.

Lucio M. Palma e a equipe de monitores ambientais do parque Nacional da Tijuca”

         A trilha é pouco acidentada, sem subidas puxadas, nem exposições a precipícios e, em cerca de quarenta minutos, chega-se ao platô, a 693 metros de altitude (Instituto Pereira Passos, mapa da cidade do Rio de Janeiro, 2007), de onde é possível avistar as zonas sul e oeste da cidade, além da Pedra da Gávea e do Morro Dois Irmãos.

É na Pedra Bonita que está instalada a plataforma de vôo livre da cidade.
Ao fundo, a praia de São Conrado.

* As montanhas mais conhecidas, que fazem parte do setor C do Parque Nacional da Tijuca, são a Pedra Bonita, Pedra da Gávea e Agulhinha da Gávea.


Clique aqui caso não esteja visualizando comentários sobre essa matéria. 

terça-feira, 2 de novembro de 2010

68º Mutirão do PNT – Trilha da Pedra da Gávea

Parte dos voluntários e equipe do PNT, no início da trilha da Pedra da Gávea.
          Embora as condições climáticas, da véspera, parecessem prenunciar um novo adiamento, a chuva deu trégua para os voluntários e o mutirão do dia 24 de outubro, na Pedra da Gávea, contou com mais de quarenta participantes.
          Os trabalhos se concentraram na parte baixa da trilha, com a colocação de cerca de trinta degraus, duas pontes feitas com troncos de árvores caídas, contenção de áreas de deslizamento e manejo de flora. 

Lucio Palma, coordenador do Programa de Voluntariado do PNT, dando as instruções sobre os serviços de manutenção de trilhas que seriam realizados.
Monitores ambientais finalizando a colocação de uma ponte.
   Vídeo de Elque Silva do blog Alma Aventureira

          Durante o mutirão, uma jibóia, com cerca de dois metros de comprimento, aproximou-se lenta e pesadamente do local onde trabalhavam alguns voluntários. O animal se encontrava no estado de torpor característico de seu processo digestivo e, tranquilamente, se deixou fotografar, por alguns minutos, antes de retornar ao acolhimento da floresta.*


          Lucio Palma e a equipe de monitores ambientais do Parque Nacional da Tijuca estão de parabéns pelo desenvolvimento que a organização dos mutirões vem adquirindo, a cada evento!
          Após a conclusão das atividades, o guia Fábio Rael (Trilhas Quase Secretas) e Jeremias Freitas (Destemidos – comunidade do orkut) levaram alguns voluntários até a praia da Joatinga, o Parque do Penhasco Dois Irmãos, a Mesa do Imperador e a Vista Chinesa.

         * É importante frisar que, somente com muita cautela, foi possível fotografar a jibóia. Embora esta espécie não seja peçonhenta nem considerada agressiva, ela pode atacar, caso se sinta em perigo e é capaz de matar por constrição (enrolando seu corpo ao redor da presa e causando asfixia por estrangulamento).
          Mesmo durante o processo digestivo, algumas serpentes podem se tornar agressivas e até regurgitar o alimento, a fim de sair do estado de torpor e recuperar a agilidade de seus movimentos.
          Portanto, ao se deparar com qualquer serpente, o comportamento ideal é evitar movimentos bruscos e se afastar. A maioria dos animais só ataca quando se sente ameaçado, do contrário, evitará conflito com o homem e se afastará dele, procurando se esconder na mata.
          Evitar enfiar as mãos em tocas, troncos ocos e entre pedras, assim como andar sempre atento e se manter nas trilhas são maneiras de reduzir o risco de encontros inesperados com cobras, pois elas preferem se camuflar em meio à vegetação. Usar botas, meias e calças compridas também são importantes métodos de prevenção de acidentes.
          Em caso de picada procure imediatamente um dos pólos de atendimento do Instituto Vital Brasil.




quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Mutirão da Pedra da Gávea adiado para domingo (24/10)


          Uma vez mais ocorreu a necessidade de adiamento do mutirão do PNT, que foi agora remarcado para domingo, dia 24 de outubro, e não mais sábado, dia 23, como havia sido divulgado anteriormente.
          O ponto de encontro será no final da Estrada Sorimã, junto à guarita que marca o início da trilha.
          Lucio M. Palma (coordenador do voluntariado) informou que haverá um monitor ambiental do PNT, na Praça Professor Velho da Silva, entrada do Condomínio Sorimã, orientando os voluntários que não souberem como chegar ao ponto de encontro.
          No mapa do Google Earth, que se encontra na guia esquerda do blog, há indicações de como chegar ao local.

          Abaixo segue o e-mail recebido com todos os detalhes sobre o mutirão:

          "Amigos voluntários.
          Enfim o tão esperado 68º Mutirão voluntário do Parque Nacional da Tijuca. Espero não ter trazido transtornos devido aos sucessivos adiamentos e peço desculpas, mas sempre me preocupei com a segurança e bem estar de todos os voluntários e também procuro atender às demandas do Parque, portanto nosso encontro está marcado para este DOMINGO (e não sábado) dia 24/10, às 9 horas na guarita no final da estrada Sorimã.
          As atividades propostas para este mutirão são essencialmente de manutenção de trilha, na parte baixa, onde muitas raízes estão expostas e há muitas pedras atrapalhando no caminho. Transportaremos e colocaremos degraus e drenos, 2 pontes rudimentares, fecharemos atalhos e pintaremos as setas indicativas do caminho. Além disso, teremos manejo de flora onde retiraremos as mudas de jaqueiras.
          Ao final dos trabalhos, previstos para às 13h30min disponibilizaremos monitores para acompanhar os voluntários que queiram ir ao cume da Pedra da Gávea. Aviso: essa caminhada é pesada (por volta de duas horas) e oferece riscos, portanto recomendada àqueles que não tenham problemas de expor à altura, tenham boa disposição física e gozem de boa saúde. Estou solicitando o apoio dos Bombeiros para maior segurança na carrasqueira, mas ainda não foi confirmado. Os que forem ao cume ainda poderão ajudar no recolhimento do lixo deixado próximo à gruta da orelha e conhecer também este local.
          Lembro ainda que em caso de forte chuva no dia do evento, o mesmo deverá ser adiado, mas a previsão é boa para o dia. Favor usar roupas confortáveis, que se possa sujar, calçado fechado e de sola não lisa, boné ou chapéu e protetor solar. Quem ainda tiver as luvas doadas anteriormente, pode levar. Água sempre é importante!
          É isso amigos. Estaremos esperando a grande participação dos voluntários para ajudar nas atividades propostas e usufruir de um visual incrível e místico, que só a Pedra da Gávea oferece.
          Até lá.

Lucio M. Palma e equipe de Monitores Ambientais do Parque Nacional da Tijuca"


quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Nova data para mutirão na Pedra da Gávea

          Preocupado com a possibilidade de que os feriados diminuíssem a participação dos voluntários neste 68º mutirão, o responsável por sua organização, achou prudente adiar o evento para dia 23 de outubro, sábado.
          Segue, abaixo, mensagem do coordenador do programa de voluntariado do PNT:

“Amigos voluntários,

          Sinto em comunicar-lhes do adiamento do nosso tão esperado 68º mutirão do Parque Nacional da Tijuca.
          Isso se deve por termos muitos feriados tão próximos (12, 15 e 18 de outubro), que poderiam esvaziar o evento, e como a presença dos voluntários é muito importante, vamos remarcar a data para dia 23 de outubro, sábado.
          Portanto, vamos nos preparando para esta data, que a Pedra da Gávea está precisando da nossa ajuda.

Abraços.
Lucio M. Palma e equipe de monitores ambientais”

          A previsão do tempo, até a presente data, confirma que o adiamento se faz oportuno. Aguardemos, então, a próxima semana, na esperança de que, até lá, as condições climáticas se mostrem mais favoráveis à realização das atividades.

domingo, 3 de outubro de 2010

16 de outubro é dia de mutirão do PNT

         
          Desde 2003, o PNT (Parque Nacional da Tijuca) conta com um programa de mutirões para os voluntários que queiram ajudar na preservação do parque. O evento mensal conta com atividades variadas que permitem a participação de pessoas de diferentes faixas etárias e preparo físico.
Pedra da Gávea, vista da Pedra Bonita
          A área escolhida para o mutirão do dia 16 de outubro, um sábado, é a Pedra da Gávea, onde serão realizados trabalhos de manutenção de trilha, manejo de flora (controle de espécies exóticas), sinalização e coleta de lixo.
          "Como temos muito trabalho previsto, é necessário comprometimento e disposição”, segundo Lúcio Palma, coordenador do voluntariado do parque, mas a satisfação por contribuir com a preservação de um patrimônio como este compensa!

          Os interessados em participar do mutirão devem:

- Trajar roupas e tênis confortáveis;
- Levar lanche (sanduiches, frutas, barras de cereais...);
- Levar pelo menos dois litros de líquidos (água, isotônicos, sucos...);
- E confirmar presença, informando a atividade de que desejam participar, pelo e-mail: voluntarios.pnt@gmail.com .

          O ponto de encontro será no final da Estrada Sorimã, às 9:00, e o enceramento das atividades está previsto para as 15:00.
          Se houver previsão de chuva o evento será adiado.
A trilha:         

          Aqueles que não conhecem esta montanha, e têm a intenção de subir até o cume, precisam saber que esta é uma trilha pesada que exige preparo, pois são cerca de duas horas e meia, de subida, com trecho de escalaminhada em pedra (a carrasqueira - onde é necessário usar as mãos para ajudar na subida, sendo indicado, também, uso de corda para segurança) e exposição à precipícios.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Primeiro Mutirão Ecológico do PNMT

Os voluntários, parte do lixo recolhido e uma das placas educativas que foram instaladas durante o mutirão.
          "Proteger a natureza e fomentar a atitude conservacionista faz parte da atitude de todo montanhista.” (de acordo com Club Andino Mendoza)
          Esta frase resume perfeitamente o clima que tomou conta dos voluntários no mutirão do último dia 26.
          Embora alguns imprevistos tenham nos levado a iniciar as atividades na parte alta do Parque, diferente do que havíamos planejado inicialmente, a dedicação minuciosa dos participantes permitiu que a iniciativa da S.O.S Trilhas/Trilhas Quase Secretas, para este Primeiro Mutirão Ecológico do PNMT, tivesse resultados acima do esperado!


          Cachoeira Véu da Noiva e sua área circundante, Poço da Baleia, diversas trilhas e piscinas naturais, enfim, quase todo o parque foi vasculhado por olhos atentos que encontravam pets, garrafas de vidro, chinelos, sacos e copos plásticos, enchendo cerca de 20 sacos de lixo de 100 litros.
          O trabalho foi concluído com a colocação de placas educativas e lixeiras em pontos estratégicos do parque.

Últimos detalhes para colocação de placa doada pela S.O.S. Trilhas.
O diretor do Parque, Marlos Campos, afixando uma das placas educativas.
           Para coroar o dia, os voluntários foram guiados pela trilha da Cachoeira Véu de Noiva e a Represa da Taquara.

Cachoeira Véu de Noiva.
 
Agradecimentos especiais:

- ao diretor do PNMT, Marlos Campos, cujo apoio (inclusive com fornecimento de material - sacos de lixo, placas educativas, lixeiras) e participação, desde a organização, foram fundamentais para que este evento acontecesse;
- aos funcionários e estagiários do PNMT;
- a Celeste, François e UNICERJ que já nos ajudaram, também, nos mutirões das Praias Selvagens;
- aos membros e amigos da Trilhas Quase Secretas: André, Fred, Walesca, Ellen, Lenne e Beto;
- ao amigo Jeremias da comunidade Destemidos (Orkut);
- à Silvia, a Wanedil e ao Márcio, estreantes num evento da comunidade;
- à amiga Vanessa que ajudou a levar o grupo, evitando que algum voluntário ficasse a pé;
- ao coordenador do voluntariado do Parque Nacional da Tijuca (PNT), Lúcio Palma, pelo apoio na divulgação;
- à amiga Marisa Lima, por acreditar no grupo e divulgar o mutirão em seu Blog da Paisagista;
- e a todos os demais voluntários que colaboraram de alguma forma.
          Vocês ajudaram a provar que é possível melhorar muito as coisas quando cada um faz a sua parte!



Poço da Baleia, no PNMT, ganha degraus

          No mês de setembro, demos início às nossas atividades de manutenção de trilhas no PNMT (Parque Natural Municipal da Taquara). Com material fornecido pelo Parque, construímos alguns degraus na área da Pedra da Baleia, facilitando o acesso de crianças e idosos à piscina natural e, ao mesmo tempo, protegendo o terreno da erosão causada pela constante circulação de pessoas.

Clique na foto para ampliá-la.