terça-feira, 1 de março de 2011

Final de Semana de Mutirão

Os voluntários de sábado, dia 26.
          Originária da Índia, a jaqueira (Artocarpus heterophyllus) foi introduzida no Brasil no século XVIII e se adaptou muito bem ao nosso clima. Com sementes de grande poder germinativo que quase não possuem predadores por aqui, a planta proliferou de tal forma em algumas localidades que, entre outras coisas,  chega a prejudicar o desenvolvimento das espécies nativas.
          Unidade de Conservação da Mata Atlântica, o Parque Nacional da Tijuca  vem sofrendo com este processo e, a fim de solucioná-lo, ou ao menos, minorá-lo, há alguns anos vem realizando um trabalho de manejo de flora, com a retirada gradual de jaqueiras e o plantio de mudas nativas (paineiras, quaresmeiras, palmeiras-juçara...).

Voluntários atentos às explicações antes do início do mutirão.
Uma muda de jaqueira ainda com a semente presa às suas raízes.
           Durante a roda de apresentação do mutirão deste sábado, dia 26 de fevereiro, Lucio Palma falou sobre a importância deste trabalho e ensinou, os cerca de 30 voluntários presentes, a identificar as mudas da planta. Ao final da explicação todos partiram para a trilha da Cachoeira da Gruta, ao longo da qual retiraram aproximadamente 6.300 mudas e encheram diversos sacos com lixo.

Os voluntários investigavam cuidadosamente cada muda que se assemelhava à uma jaqueira.
Clique na foto para ampliá-la.
Na trilha para a Cachoeira do Chuveiro foi preciso limpar uma placa em que vândalos haviam colado um adesivo, impedindo sua visualização.
Clique na foto para ampliá-la.
          Ao final das atividades os voluntários puderam se refrescar nas águas da cachoeira, ou simplesmente sentar para descansar, conversar e lanchar. Dali, alguns seguiram por trilhas para mais três cachoeiras: a do Quebra, a do Chuveiro e a do Jequitibá e, em seus arredores, visitaram o próprio jequitibá (Cariniana sp.), onde foi filmada a novela Renascer. O dia foi concluído com uma visita à Vista Chinesa e à Mesa do Imperador...

Voluntários e o coordenador, Lucio Palma, na Cachoeira do Chuveiro.
Imponente, o jequitibá impressiona e se destaca das árvores ao seu redor.
Em seu tronco há uma fenda que permite a entrada em seu interior, onde cabem, folgadamente, quatro adultos de pé.

          ... Mas o mutirão, desta vez, foi dobrado e prosseguiu no dia seguinte, domingo.

Os voluntários de domingo, dia 27.
Fases da construção dos degraus da trilha da Cachoeira do Chuveiro: 1 - antes; 2 - durante; 3 - depois.
Clique na foto para ampliá-la.
 
             Os voluntários fizeram degraus na trilha da Cachoeira do Chuveiro, logo após o novo acesso, aberto no ano passado pela equipe de manutenção de trilhas, pois o antigo era muito íngreme e estava bastante degradado pela erosão.

As pedras, que se encontravam na área onde foi realizado o trabalho de manutenção da trilha, foram utilizadas como degraus ou no nivelamento do terreno.
          Para permitir a regeneração da vegetação, o acesso e atalhos do trecho antigo foram fechados e sinalizados.

Fechamento de atalhos e do antigo acesso.
Clique na foto para ampliá-la.
          Como não poderia deixar de ser, concluído o serviço, os voluntários foram conduzidos à Cachoeira do Chuveiro e ao jequitibá rei (Cariniana sp.).


       
       Sem dúvida, ter a oportunidade de banhar-se em cachoeiras de água límpida, em plena cidade grande, é um presente, e poder ajudar a preservar este bem é motivo de grande orgulho!



Nenhum comentário:

Postar um comentário