segunda-feira, 15 de abril de 2013

Mutirão da Praia do Sossego, Niterói

Praia do Sossego, em Niterói, local escolhido para o mutirão, organizado pela Trilhas Quase Secretas/SOS Trilhas, no dia 07/04/13.
 Lendo o convite para um mutirão ecológico alguns se perguntam: “O que motiva estas pessoas a acordarem cedo num domingo e, muitas vezes, percorrerem grandes distâncias para, sem receber nada, catar o lixo que outros largaram em praias e trilhas?” 

Contraste: A delicada flor da ipoméia (Ipomoea imperati) desabrocha pela manhã e morre ao anoitecer. O isopor, segundo estimativas, pode levar até 150 anos para se decompor na natureza.
Bem... somente no dia 7 deste mês, cerca 45 voluntários poderiam dar, cada um, sua resposta à esta pergunta! E até mesmo eu, que não pude estar presente desta vez, ouso dar a minha resposta: “Um mutirão ecológico não é só ralação e limpeza do lixo alheio! É também uma oportunidade de se exercitar, de relaxar, de passar bons momentos entre amigos, de curtir lugares lindos, de fazer novos amigos e de praticar a responsabilidade ambiental, a solidariedade, a cooperação, a simplicidade... TUDO ISTO AO MESMO TEMPO!” Creio, então, que posso dizer que na qualidade de voluntários (sim, porque todos neste grupo somos voluntários, inclusive os membros da equipe!) não recebemos dinheiro, mas recebemos, ou talvez devesse dizer, trocamos muitas outras coisas que não tem preço! Enfim, um mutirão ecológico é uma experiência que só quem já experimentou sabe o que significa. Esta era a razão que me fazia estar inquieta em meu compromisso, toda arrumadinha e maquiada, desejando estar de bota, suada, descabelada e catando o lixo alheio! 

O lixo estava escondido ou em locais de difícil acesso? Isto não foi problema para os voluntários!

Adorei saber que, neste mutirão, o grupo contou com a ajuda de dois voluntários-mirins bastante entusiasmados! Parabéns à mamãe e papai que incentivaram seus pequenos a participarem da atividade! Tenho certeza de que será um aprendizado que eles passarão adiante. Clique na foto para ampliá-la.

Inerente aos benefícios de que cada participante usufruiu, este mutirão retirou pouco mais de 162,00 kg de lixo da Praia do Sossego, em Niterói! Entre os materiais coletados estavam vidros (garrafas e copos), latas, ferragens de cadeiras de praia, plástico de todos os tipos, muito microlixo (tampinhas de garrafas, canudinhos, guimbas de cigarro...) e até seringas, um computador (monitor e torre) e um sinalizador usado em casos de naufrágio! Isto porque, chamada por uma moradora da região, a CLIN (Companhia de Limpeza de Niterói) já havia estado na praia, dias antes, e retirado bastante lixo! 

Todos os vidros foram separados e colocados numa caixa de papelão para facilitar o transporte pela trilha.
Os objetos mais inusitados foram encontrados na praia. Clique na foto para ampliá-la.

O grupo saiu da praia deixando-a limpa, exceto pelo microlixo que não pôde ser todo coletado por motivos óbvios. Aliás, seria ótimo se fosse desenvolvido um equipamento para a coleta deste tipo de resíduo.  

Voluntários coletando o microlixo.
Terminada a coleta, o grupo pesou todos os sacos com o lixo.
Após a conclusão da limpeza, o grupo aproveitou para curtir a praia, descansar e lanchar. Os bolinhos da nossa apoiadora Fondant Pâtisserie, fizeram o muito sucesso!

Bolinhos de banana com recheio de doce de leite, da Fondant Pâtisserie.
Hora de descansar...
... E curtir o local!
Também nos apoiaram a Radical Sports, que doou duas camisas para sorteio entre os voluntários; o Grupo TerraLimpa, que doou três placas educativas que foram afixadas em diferentes pontos da trilha; os grupos Destemidos e Amigos da Serra do Vulcão, que participaram da atividade; além da Rio Eco Consciente, Central de Cursos, Amigos do Parque Pedra Branca e Programa de Voluntariado do Parque Nacional da Tijuca que ajudaram com a divulgação do evento, tão importante para a adesão sempre crescente de voluntários!

Jeremias Freitas e Frederico Torre foram os ganhadores das camisas da Radical Sports. Ellen fleming foi a responsável pelo sorteio. Obrigada, amiga, pelo apoio em diversos momentos da organização da atividade! Clique na foto para ampliá-la.
As placas educativas doadas pelo Grupo TerraLimpa. Clique na foto para ampliá-la.
Ao final da atividade o grupo voltou pela trilha levando o lixo recolhido, até as lixeiras.

 
As lixeiras ficaram cheias!
É claro que as companhias de limpeza têm obrigação de limpar também as nossas praias, afinal este é um dos serviços que pagamos com nossos impostos e é nosso direito cobrar por ele! Mas o povo também precisa fazer a sua parte! Não estou falando só de não jogar lixo na areia da praia,  afinal, muito do que lá vai parar, chegou antes ao mar carregado pelas águas de rios ou de chuvas que lavaram nossas ruas levando os resíduos para as galerias de águas pluviais... TUDO ESTÁ INTERLIGADO! Lixo descartado de maneira inadequada atrai animais e insetos causadores de doenças (mosquitos, ratos, baratas, moscas...), polui terra, águas superficiais e subterrâneas e contamina toda a nossa cadeia alimentar!!! Cuidar do meio ambiente é, também, zelar por nós, por nosso bem-estar, nossa saúde!

Agradeço, em nome da equipe, aos nossos apoiadores e a todos os voluntários que confiam no grupo Trilhas Quase Secretas/SOS Trilhas e partilham de nosso ideal! 

Parte do grupo com o lixo recolhido.
Grande abraço a todos.

Stella Ventura.
(Membro da Equipe SOS Trilhas)

8 comentários:

  1. Stella disse tudo! Parabéns a todos os voluntários pelo trabalho e dedicação em tornar nosso mundo melhor! Só lamento não ter podido participar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lenne!
      Temos sentido sua falta também,nos mutirões e nas trilhas! Mas não faltarão oportunidades para estarmos juntos!
      Beijo grande.

      Stella Ventura.

      Excluir
  2. Ser uma formiguinha de vez em quando é bom demais, grande dia ao lado de pessoas especiais, somos um time, juntos até com quem não pode ir mas estava em pensamentos conosco.
    Chato estar ralando e vendo as pessoas indiferentes, pegando seu solzinho, ignorando totalmente o grupo. Mas, quando olhava para o outro lado da praia, e via nosso "exército", aquilo me dava novo ânimo, vamos que vamos! Como formiguinhas, vamos melhorando um pouquinho ao nosso jeito esse nosso velho mundo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí, Jayme!
      Sei bem que não é fácil trabalhar enquanto outros se bronzeiam... é preciso determinação, mas a união do grupo nos garante força... e também brincadeiras, risadas... é assim que, trabalhando duro, parecemos formiguinhas que cantam como cigarras! ;)
      Muito obrigada pelo apoio!
      Abçs.

      Stella Ventura

      Excluir
    2. Muito bom esse mutirão, mais um que participo.

      É gratificante ver na prática que ainda existam seres humanos capazes de fazer acontecer e não ficar de braços cruzados, esperando ajuda dos nossos governantes.

      A prefeitura e demais os órgãos públicos, precisam fazer um trabalho de fiscalização e campanhas de conscientização com a população, pois só assim para as coisas mudarem.

      Uma pena o poder executivo não investir em educação, do contrário, o governo economizaria drasticamente em dois setores fundamentais para sociedade: limpeza urbana e violência.

      Participo de mutirões de limpeza e manutenção de trilhas desde 2007, é um trabalho de formiguinha, mas que aos poucos vai dando resultado.

      Fico muito feliz em participar desse grupo e em consequência, ajudar o meio ambiente que sofre demais com a ação humana.

      Seja a mudança que você quer ver no mundo, levante-se da cadeira e junte-se a nós!

      Até o próximo mutirão! Muita paz e consciência a todos.

      Um abraço.

      Jeremias Freitas

      Excluir
    3. Tem razão Jeremias, o investimento em educação melhoraria diversos outros setores...
      Enquanto isto não acontece não podemos mesmo ficar esperando de braços cruzados. Felizmente temos encontrado outras pessoas que, assim como você, pensam o mesmo e agem!
      Obrigada pela força de sempre!
      Até o próximo mutirão!
      Abçs.

      Stella Ventura

      Excluir
  3. Não existe longe nem perto, se é leve ou pesado, se chove ou faça sol, pois tudo que é feito com amor, dedicação e disposição é gratificante e vale á pena.E depois ainda tem a parte mais legal, que é fazer novas amizades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Washington!
      É gratificante, também, quando um voluntário volta a estar conosco outras vezes e se torna uma amigo. Nos dá a sensação de que estamos no caminho certo.
      Obrigada pela força em mais um mutirão!

      Stella Ventura.

      Excluir